Page title

17
nov
Internet das Coisas promete aquecer o mercado de TI
Internet das Coisas promete aquecer o mercado de TI
  • bramach
  • 1018 Views
  • 0 Comment
  • No tags

Pesquisa da CompTIA mostra que novas áreas poderão ser desenvolvidas para aproveitar crescimento do setor, que deverá chegar em 2020 com 50 bilhões de dispositivos conectados

 

 

Por Roberta Moraes, do Mundo do Marketing | 17/11/2014
roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

 

A Internet das Coisas promete aquecer os negócios das empresas de TI e também de startups, por requerer uma complexa mistura de hardware, software, regras e serviços. Projeções estimam que o número de dispositivos conectados em todo o mundo crescerá de 14,4 bilhões em 2014 para mais de 50 bilhões até 2020, segundo pesquisa da CompTIA, associação da indústria de TI. O levantamento aponta ainda que o verdadeiro valor da Internet das Coisas reside não apenas nos dados que serão gerados e capturados, mas na da análise das informações para apresentar conclusões em uma forma utilizável.

Na discussão sobre como ganhar dinheiro com o segmento, as fabricantes de dispositivos e as de análise e Big Data são as mais prováveis de lucrar com a tecnologia, de acordo com os executivos de TI pesquisados. Mas novos segmentos poderão ser gerados para aproveitar esse mercado, como a criação de novas oportunidades de receita e de negócios com sistemas conectados (por exemplo: cidades inteligentes e veículos conectados); controle e monitoramento de peças recém-ligadas de equipamentos; coleta de novos fluxos de dados; adição de inteligência a novos objetos e a sistemas; coleta de informações contextuais de clientes.

0 COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO